QUAL A VIDA QUE DEVE SER VIVIDA ?

Qual o sentido da minha vida? O que tenho feito para ter uma vida feliz? Cada vez mais o homem busca um motivo para viver. Não quer ser apenas mais um entre os sete bilhões de pessoas que habitam este planeta.

Discussão antiga, que passa pela filosofia, biologia, psicologia, teologia e outras áreas: quem é o homem e quem sou eu. Apesar do homem estar inserido no reino animal, ele não se considera pertencente a este reino.

Se diz que o ser humano se diferencia dos demais animais, principalmente, por fazer uso da razão e dispor da faculdade da livre vontade (livre arbítrio). Mas mesmo assim, perguntamos o porquê da existência de tantas pessoas infelizes, eis que podem usar a razão e têm liberdade de escolha. E aí concluímos de não saberem o que querem para suas vidas.

O que realmente lhes dá prazer. Sócrates, filósofo grego, dizia há 2.400 anos que: “a vida não examinada não vale a pena ser vivida” e Confúcio, filósofo chinês, por sua vez, dizia, nesta mesma época, que se encontrássemos alguma atividade que gostássemos de fazer, não trabalharíamos um dia sequer na vida. Então a pergunta: O que você tem feito da sua vida ? Este é o exame que tem que ser feito. Se não está feliz, encontre o motivo. Reflita. Busque no seu interior, se autoconhecer. Lembre em quais os momentos de sua vida você foi feliz. O que você fazia nesta época. Pense naquilo que lhe dá prazer. Busque seu sonho.

O ser humano somente necessita de duas coisas na vida: comida e sonhos. Trace metas para atingir este sonho. Analise seus pontos fortes e potencialize os mesmos. Reveja aquilo em que você ainda não é tão bom. Busque superar estes pontos. Mas jamais deixe de sonhar. Apesar do ambiente externo ser importante, você somente terá uma vida plena quando estiver fazendo o que gosta, independentemente do local e das pessoas à sua volta.

E não se iluda com o pensamento do retorno financeiro, pois é um erro comum pensar que certas atividades ou profissões são mais lucrativas do que outras. Um médico realizado financeiramente somente se dá pelo fato de ele adorar o que faz. A equação é muito simples, se fizeres o que gostas, te tornarás um expert no tema. Esta expertise tem valor no mercado. Logo você poderá cobrar por isso.

Faça o seu melhor, o resultado financeiro virá automaticamente. Por isso, não deixe de viver, e viva com intensidade. Contagie, pois você precisa disto e nós precisamos de você. Se cada um fizer o que gosta, o mundo estará em harmonia. Este era o pensamento grego clássico e que tornou Atenas o berço da filosofia ocidental.

Eles sabiam. Podemos tentar também. Eduardo Bomfiglio: Advogado, filósofo, Coach, Professor Universitário, Escritor (autor dos livros Um Coach Chinês e Um Coach Grego)

 

© 2017 Revista Bacana. Todos os direitos reservados. Designed By Top Level