Entrevista com o Chef Rodrigo Schweitzer

Como você entrou no Hells Kitchen?

Vi um anúncio no facebook recrutando mulheres, já tinha tentado sem sucesso um outro programa e resolvi mesmo assim enviar a minha história. Eles gostaram e fui chamado no dia da seleção de mulheres para fazer uma entrevista. E passei!

E qual seria essa história ?

A de superação, do gordinho que tomou um fora de uma mulher, que foi chamado por ela de gordo, e que resolveu dar a volta por cima. Ela disse que eu nunca emagreceria! E hoje não só emagreci uns 30 quilos, como tenho uma linha de congelados Fit que vendo no Rio de Janeiro, chamado Fit-Cuisine.

Ela sabe que você emagreceu e onde essa sua história te levou? (Vencedor do reality show hells kitchen)

Sabe. Inclusive me chamou para sair umas três vezes.

Você foi?

Claro que não!

Mudando de assunto, como que foi a experiência de participar de um reality show?

Fiquei confinado por 30 dias, sem contato com família, sem celular, sem televisão e é claro sem internet.
Por inúmeras vezes, chorei escondido. E é muito mais difícil do que parece. Às vezes esperamos por horas a fio, já prontos, a gravação começar e é um período em que a tensão só aumenta.

Quando você entra no set, o agito começa. Chegamos a gravar mais de 16 horas em um dia.

Pensou em desistir?

Sim, mas pedia sempre a Deus que me desse forças.

Como é ser o vencedor?

Você esperava sair vitorioso? Eu só entrei para mostrar ao Brasil quem eu era, queria que as pessoas pudessem ver o quão dedicado, esforçado, sério e honesto eu sou. Esse foi o único intuito de eu ter entrado no programa.

Eu fui ficando, ficando, e lá para as quartas de final eu pensei... cara, você vai vencer isso!!! Quando me dei conta, estava em frente à caixa preta, olhando para o meu rival, e o Carlos Bertolazzi contando até 4. Quando abri a caixa, vi que tinha vencido. As horas que se seguiram foram surreais, como se eu estivesse vivendo um sonho e fosse acordar a qualquer segundo.

Você gostaria de agradecer a alguém em especial?

Sim, gostaria de agradecer a todos que acreditaram em mim e me deram uma chance. Aqui de Por to Seguro só duas pessoas me ajudaram, a Ana Bacana e Márcio Queiroz. Sou muito agradecido aos dois e desejo-lhes todo o sucesso do mundo!

Para quem quiser acompanhar o chef Rodrigo, siga-o no seu instagram @chefrodrigoschweitzer

© 2017 Revista Bacana. Todos os direitos reservados. Designed By Top Level